{

title : "My Cyber-Space",

description : "O seu lugar de tecnologia",

author : "Victor Oliveira"

}


terça-feira, 1 de julho de 2008

4º Edição da Bienal Emoção Art.ficial

Está acontecendo em São Paulo, entre 2 de julho e 14 de setembro a quarta edição da bienal Emoção Art.ficial. Vocês podem estar se perguntando porque um artigo de arte em um blog de tecnologia, não? Realmente estranho, se não fosse pelo fato de que esta bienal reflete sobre a emergência no campo da arte cibernética.

A exposição apresenta obras constituídas por elementos reais ou virtuais que, ao interagirem entre si, originam resultados complexos não-previstos pelo artista.

Além da exposição, será realizado o Simpósio Emoção Art.ficial 4.0, entre 2 e 5 de julho e com transmissão ao vivo pela internet, que tratará sobre o conceito de emergência. ON_OFF, espetáculos em live images, e performances de improvisação em dança completam a programação em julho.

Algumas Obras:

Ultra-Nature, de Miguel Chevalier (México, 2008)

Um jardim virtual cuja flora é composta de seis variedades de plantas digitais coloridas. Cada uma delas evolui de acordo com suas características genéticas e pela interação com o público que, por meio de sensores, provoca a polinização entre elas, influenciando o crescimento de novas e inesperadas florações.


Roots, de Roman Kirschner (Áustria, 2005-2006)

Escultura dinâmica inspirada numa experiência de Gordon Pask, na qual o cientista inglês literalmente criou, na década de 1950, um computador eletroquímico. Eletrodos na forma de hastes de arame são imersos numa solução de sulfato de ferro e recebem cargas elétricas. Cristais negros crescem em suas extremidades como neurônios e, depois de tentar se conectar com cristais de outros eletrodos, dissolvem-se.


Spore, de Will Wright/Electronic Arts (EUA, 2008)

Editor de criaturas parte integrante de um jogo de computador desenvolvido pela empresa de games Electronic Arts. É um épico de vida artificial que engloba a origem de uma vida, sua evolução, a criação de uma civilização tecnológica e eventualmente seu fim.

Endereço da Bienal: Avenida Oaulista 149, São Paulo - SP

Site da Bienal

Matéria do Jornal Hoje

3 comentários:

Ju disse...

muito bom! e nada mais natural do que a arte ser expressa atraves da tecnologia, mesmo porque temos uma serie de elementos que podem ser usados que a arte atraves de pintura e esculturas por exemplo não nos proporcionam!

simple_chi! disse...

noossa que diferente.
bem legal o blog! ;D

Conquistadores (Didixy) disse...

Cara, Spore vai ser um grande jogo. EU quero muito começar a jogar ele.